Terça-feira da 2ª Semana do Advento

“Do mesmo modo, o Pai que está nos céus não deseja que se perca nenhum desses pequeninos” (Mt 18,14).
Sei que o pecado nos afasta da vossa presença, Senhor, nos faz experimentar os sabores desta vida que, a princípio, não são ruins, mas se nos afasta de Vós, torna-se prejudicial à nossa existência, pois fora de Vós e do vosso caminho não há salvação. O vosso caminho é o do amor, do perdão, da justiça, da caridade, da humildade, do serviço e da promoção da paz. No encontro convosco aprendemos a caminhar, seguindo os vossos passos e somos cumulados do vosso amor, que nos leva a pratica de tais obras. Perder-se, no caminho, é viver uma realidade de praticas egoístas, que gera a guerra e não a paz interior. É ter sede de busca por riquezas e notoriedade, sem perceber que isto não trás a felicidade, mas ao contrário, nos mantém sempre insatisfeitos, perdidos, vazios, embora cumulados de bens e valores materiais. Nos faz cegos aos pobres e nos faz usá-los, ao invés de ajudá-los.
Senhor, venha ao nosso encontro, pois somos como aquela ovelha perdida, que anseia ser encontrada e almeja descansar em vossos ombros, confinando-se ao vosso amor misericordioso. E prepara-nos, para o vosso seguimento.
Abençoai-nos, nossos familiares e amigos. Salvai-nos, Senhor.

Os comentários estão fechados.